Sorriso Maroto faz 20 anos de pagode: “É uma festa com os fãs”

0
213

O Sorriso Maroto completou 20 anos em 2017, mas o grupo ainda está comemorando a data. Para festejar as duas décadas de sucesso, a banda carioca tem lançado uma série de trabalhos ao vivo, vídeos e a música inédita Chave e Cadeado.

O vocalista Bruno Cardoso promete que a festa do Sorriso Maroto vai terminar só em dezembro.

— A ideia é que façamos deste ano um período de festividades. A todo momento teremos músicas, ações, coisas para uma grande festa de aniversário com os nossos fãs.

Recentemente, a banda lançou um clipe superproduzido com diversas participações especiais como Mumuzinho, Bella Falconi e Marcio Kieling.

Comemorações dos 20 anos

— Estamos lançando uma série de conteúdos digitais desde dezembro de 2017. E vamos seguindo com isso até dia 15 de dezembro deste ano, que é a data que fecha o ciclo de comemorações. Entre os destaques deste mês, está o terceiro e último registro da trilogia De Volta Pro Amanhã ao Vivo, com nossos clássico. São hits dos primeiros CDs, como Ainda Gosto de VocêCoração DesertoMe EsperaJá Era, entre outros. Também gravamos o clipe de Chave e Cadeado, que uma música inédita. A ideia é que façamos deste ano um período de festividades. A todo momento teremos músicas, ações, coisas para uma grande festa de aniversário com os nossos fãs.

Adaptação aos tempos modernos

— Sempre muda tudo durante os anos… principalmente a forma de se consumir música. Com isso, o comportamento musical também acaba sendo impactado em seu estilo. Hoje, se consome músicas mais curtas. O Sorriso em seu formato musical tradicional fazia composições por volta de quatro minutos. Porém, o público não tem mais paciência de ouvir dessa forma. Com isso, mudamos nosso formato de composição, arranjos e produção final. Isso tudo acaba influenciando o lado musical. É difícil não mudar… digo, se atualizar. É assim que fazemos agora.

Atualização e resultado comercial

— As plataformas de streaming tem o consumo que já ultrapassam os 85% da média do consumo musical do País. No Spotify, a música Chave e Cadeadoaparece entre as 50 virais nacionais. Para nós, esse número representa que o samba e o pagode está digitalizado e presente na internet. Sendo, talvez, o comunicador para uma nova safra de músicos e artistas do nosso segmento. Além de artistas mais novos que fazem sucesso como Dilsinho, Ferrugem, Mumuzinho…

Shows fora do País

— Já fizemos muitos shows pelo mundo afora. Tocamos em colônias brasileiras nos EUA, pela região de Boston, Newark e New York. Também fomos para a Europa e fizemos grandes festivais de música latina em Milão e Roma, na Itália. A galera é muito carinhosa, mas a massa não são dos nativos, sim de brasileiros. Os gringos chegam como desavisados, mas no final saem fãs. Como não gostar de samba? Aí já viu, né? (risos)

Faça um comentário:

comentários